DOPING

Doping é o termo utilizado quando se faz o uso de substâncias ou métodos que promovam durante uma competição:

– Aumento artificial do desempenho esportivo
– Prejuízo à saúde do atleta ou dos competidores
– Atentem contra o espirito esportivo do jogo

Sua prática é utilizada desde os tempos muito antigos. Há registros que por volta de 800 a.C na Grécia já haviam atletas que utilizavam cogumelos a fim de melhorar o desempenho esportivo. Mas o primeiro caso relatado ocorreu em 1886 quando durante uma prova de ciclismo em Paris, um ciclista inglês morreu de overdose em plena competição.

Infelizmente nos dias de hoje vemos que a vontade de atingir um nível de desempenho esportivo, ou então a busca pela performance ou pelo ganho de massa muscular leva as pessoas a utilizarem substâncias que podem ser muito prejudiciais à saúde e a comunidade esportiva como um todo.

Atualmente existe um controle rigoroso sobre as substâncias utilizadas por atletas dentro e fora das competições afim de proteger a saúde de todos, bem como para promover a saúde e bom espírito competitivo. O órgão que regula as substâncias que podem ser ingeridas por atletas é a WADA (World Anti-doping Agency).

Todo atleta deve procurar aconselhamento médico para utilizar medicamentos durante competições para não correr o risco daquela substância específica ser considerada doping. Além disso é necessário tomar alguns cuidados com suplementos alimentares de origem não confiável pois é possível ocorrer a contaminação com substâncias não descritas na su afórmula original.

A seguir descrevemos as classes de substâncias que atualmente são consideradas doping pela Wada:

SUBSTÂNCIAS PROIBIDAS:
SO – Substâncias não aprovadas pelos órgãos de saúde
S1 – Agentes anabólicos
S2 – Hormônios e fatores de Crescimento
S3 – Beta 2 agonistas
*com algumas exceções
S4 – Moduladores Hormonais ou Metabólicos
S5 – Diuréticos Mascarantes

MÉTODOS PROIBIDOS:
M1 – Manipulação de sangue e componentes
M2 – Manipulação química e física
M3 – Dopagem genética

SUBSTÂNCIAS PROIBIDAS APENAS EM COMPETIÇÃO:
S6 – Estimulantes
S7 – NARCÓTICOS
S8 – CANABINÓIDES
Exceção: Cannabidiol é permitido
S9 – CORTICÓIDES
Apenas se administrados via injetável, Oral, ou Retal.

A lista completa das substâncias proibidas e algumas particularidades específicas para certos esportes podem ser encontrados em: https://www.wada-ama.org/