LESÃO DE LCA

O ligamento cruzado anterior ou LCA é uma das lesões ligamentares mais comuns em atletas e se estima que ocorrem em torno de 400 mil lesões mundialmente todos os anos. No nosso meio, ela é muito frequente em jogadores de futebol e ocorre mais nas mulheres do que nos homens.

O ligamento cruzado anterior é um dos principais ligamentos do chamado pivot central do joelho e é responsável por estabilizar o joelho durante a flexão, extensão e rotação.

 

O que o paciente sente?

Sua lesão ocorre em geral devido a um trauma torcional do joelho em que a tíbia sofre uma rotação externa em relação ao fêmur, promovendo estresse mecânico no ligamento e sua ruptura, que pode ser parcial ou total.
No momento do trauma ocorre uma dor aguda dentro do joelho sendo que em muitos casos é possível se ouvir um estalido, devido à ruptura abrupta do ligamento.
Imediatamente um derrame articular se estabelece e é possível perceber um inchaço no joelho. Devido a isso, durante os primeiros dias pode ser difícil e doloroso realizar a flexão do joelho.

O que o paciente deve fazer?

Após um entorse do joelho com suspeita de lesão de LCA é necessário que o paciente evite apoiar o membro no chão até que o diagnóstico seja feito.
Imediatamente deve ser empregado o protocolo PRICE ( Protection, Rest, Ice Compression, Elevation ), ou seja proteção do membro, repouso, compressas de gelo e elevação. Essas medidas são importantes para frear o processo inflamatório inicial que se estabelece.

Como fazer o diagnóstico?

O diagnóstico da lesão de LCA após um entorse de joelho é feito com um exame clínico adequado auxiliado por exames de imagem, como a ressonância magnética.
Na fase aguda da lesão, isto é durante as primeiras 72h horas, a inflamação e o derrame articular podem atrapalhar o exame físico e podem gerar falsos negativos nos exames de imagem.
Por isso o diagnóstico definitivo em geral é feito na fase sub-aguda, ou seja alguns dias após o trauma.

Como é o tratamento?

A lesão do ligamento cruzado anterior classicamente é tratada de forma cirúrgica e com sucesso por muitos anos. Várias técnicas foram descritas para se realizar a realizar por meio da artroscopia de joelho. O tipo de técnica empregada pode variar de acordo com as características e necessidades de cada paciente.