VISCOSSUPLEMENTAÇÃO

A viscossuplementação é um procedimento médico que consiste na injeção intra-articular de ácido hialurônico, sendo indicada principalmente nos casos de osteoartrose, osteoartrite ou na condropatia articular.

O ácido hialurônico é um composto gelatinoso de alto peso molecular que existe naturalmente dentro das nossas articulações, fazendo parte da composição do líquido sinovial, que é o liquido que lubrifica as articulações, diminuindo a fricção entre os ossos e promovendo a absorção de choques.

Pacientes que sofrem de desgaste articular, possuem comprometimento da cartilagem e sofrem remodelamento ósseo, perdendo a capacidade de produzir um liquido sinovial de qualidade, o que piora a degeneração e o desgaste articular.

Estudos mostram que a aplicação intra-articular de ácido hialurônico melhora os sintomas da dor causada pelo desgaste das articulações e promove condições para melhor regeneração dos condrócitos, que são as células que produzem cartilagem.

Inicialmente a viscossuplementação foi desenvolvida para ser realizada no joelho, mas com o passar do tempo foram constatados benefícios na sua aplicação em outras articulações como quadril, ombro, tornozelo e até nos dedos das mãos.

A viscossuplementação é uma infiltração articular segura, realizada com anestesia local e praticamente indolor. O paciente em geral é orientado a realizar compressas de gelo nas primeiras 24 horas após o precedimento e pode fazer as atividades de vida diárias sem problemas após o primeiro dia. A aplicação pode ser repetida a cada 6 meses ou conforme a necessidade caso a caso.

Em geral o índice de complicação é baixo. É descrita a possibilidade de piora aguda da dor e da inflamação logo após a aplicação, denominada sinovite e que pode ocorrer em até 5% dos casos. Outra complicação possível mas porém muito rara é a infecção da região da punção articular.

Esse tipo de infiltração, não tem relação com as infiltrações de corticoides que foram feitas no passado. Hoje em dia, a infiltração articular com corticoide é muito mais restrita devido aos danos que podem ser causados no longo prazo, como a piora da osteoartrose.